Portal de Conferências, XIX ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (XIX ENANCIB)

Tamanho da fonte: 
Bibliotecário clínico: contribuições e lacunas do currículo de Biblioteconomia da Escola de Ciência da Informação da UFMG
Amanda Damasceno de Souza, Jhônatas Ventura Ramos

Última alteração: 2018-10-24

Resumo


Os espaços de atuação do bibliotecário no Brasil tem se diversificado ao longo dos anos, devido às mudanças das demandas por parte da sociedade da informação aos profissionais. Uma das áreas que tem despontado no horizonte do profissional da informação é a área da saúde, na figura do bibliotecário clínico. Sua atuação, enraizada historicamente na prática de profissionais norte-americanos, tem se demonstrado um promissor campo de atuação para profissionais de Biblioteconomia. O propósito do presente trabalho é comparar as competências necessárias ao desempenho do bibliotecário clínico com o currículo de Biblioteconomia da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. A pesquisa é de caráter qualitativo, e se fundamentou em revisão de literatura em periódicos da área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, bem como de bases de dados da área da saúde e ao documento que explicita a proposta pedagógica do curso de Biblioteconomia da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. A análise identificou que a formação do bibliotecário na Universidade está ligada à interdisciplinaridade e procura ampliar o horizonte profissional dos alunos em campos não tradicionais. No entanto, a ausência de disciplinas instrumentais necessárias à prática bibliotecária, como estatística e inglês, pode ser um entrave ao exercício do futuro profissional.

Palavras-chave


Bibliotecário clínico; Currículo de Biblioteconomia; Universidade Federal de Minas Gerais.

Texto completo: PDF